sábado, 2 de outubro de 2010

ιт ωιℓℓ gяσω вα¢к ℓιкє α ѕтαяƒιѕн



Boa noite gente, segundo post do mês de outubro e estamos aê.
Sobre o que vou escrever. ?
Não sei ainda ao certo, mas talvez apenas sobre uma estrela do mar.

Eu sinto que hoje morri, mas renasci do que antes eram lagrimas.
De um nada surgi, mas de um todo valente vou sempre me manter.
De pé, queixo erguido e peito aberto.
Eu sou a lenda, sou o paraíso perdido.
Sou o amor correspondido, eterno e imortal.
Me julgam inexistente, ninguem me acha... ninguem me entende.
Não sou apenas de um, sou de todos e ao mesmo tempo de ninguem.
Sou uma rosa arrancada do pé, que será dada a pessoa amada.
Sou o gosto do beijo cazeiro e do beijo roubado que ainda ira acontecer.
Sou o carinho, o afago e o aconchego... sou tudo e todos, o tempo inteiro.
Podem me banir de uma realidade, mas nunca de um coração.
Coração vive de sonhos e de sonhos me alimento.
Vivo um pouco em cada um, de dois amantes sou um todo.
Lhe jurei amor eterno e eterno sempre serei.
Que caia os céus, que o mundo vire uma repleta confusão.
Eu sou amor, eu sou eterno... eu sou verdadeiro.
Sou tão simples, tão complexos... mas sou apenas seu o tempo inteiro.

Porque a mudança repentina de tema nos meus textos. ?
Não tenho o que explicar, apenas obrigado por existir em minha vida
Te Amo.
Apenas algo que não queria por no texto, porque talvez atrapalhasse a linha de pensamento:
"EU TE AMO POWRAH! YOU MAKE ME FEEL SO HAPPY! *-*"
SAUSHAUHSUAHSUAHUHS'

Bom final de semana e boas eleições a todos.
E que vença o melhor, ou o que mais enganou a população! ^^


Não tem titulo.


Boa tarde gente, primeiro post do mês de Outubro. ^^
Espero que saia algo construtivo do proximo texto, afinal a gaby disse que quer ler esse post, então eu vou procurar fazer algo mais legal possivel. ! xD

[Devido a um pequeno probleminha com o server de ragnarok do Alan, cujo patch por incrivel que pareça... ele como ADM não tem, e só eu tenho lá em casa, eu tenho que sair e ir lá em casa passar o Patch para ele... Gaby, amora, depois eu faço o texto... sorry. ! >,<]

Do espelho de minha casa, me lembro vagamente.
A imagem de panico, totalmente mergulhada no vazio.
Meus olhos refletiam o desgaste de minha alma, a dor da incerteza.
Que meu coração gritasse alto, pois minha garganta já não conseguia...
Eu via sua imagem se perdendo em meus olhos, via seu sorriso.
Todos os momentos que passamos juntos, todos os planos que tivemos.
Sentia que meu corpo, mas a minha alma... já não mais presente.
Sentia você perto de mim, sentia que tudo estava indo tão bem...
Tudo era pra ser diferente, entre eu e você.
Tinha que ter sido diferente... tinha que ter sido para sempre.

Chega, enfim... sorry por não ter escrito algo legal. '-'
Não tô com a cabeça muito boa hoje gente.
Sorry gaby, depois eu faço algo que preste. ! :x
Boa tarde a todos e um bom final de semana. ^^ 


 

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A cada dia que passa.



Boa tarde gente, já faz uns dois dias que não posto, mas está tudo bem... é apenas devido ao maldito vício em jogos, nada de novo ou explendido.
Mas hoje eu estava conversando com a minha irmãzinha aline e ela me deu uma ideia para um possivel post e isso juntou com o fato de eu estar escutando Damien Rice e vamo ver no que vai dar. ! xD

[Pausa Brévia, vou pra casa... acabou o meu espediente aqui na lan house, mais tarde antes da Paula [minha noiva] ir lá em casa eu termino. ! ^^] 

A cada dia que passa percebo o quanto estou envelhecendo, o quanto o tempo passou.
Percebo que está mais perto, dia após dia a fustração da vida adulta.
A incerteza de que se vai viver a vida realmente ou apenas perder parte dela.
Se vai entregar seu coração ao seu futuro ou entrega-lo à tempo algum.
Já vi pessoas perderem a vida procurando vivelas.
Já vi pessoas entregarem seus corações ao tempo, aquele que tudo resolve.
Mas tempo os problemas tem, as aflições também.
Falta tempo para o ser humano, falta tempo para o amor.
O amor que se protagonizou eterno, em pouco tempo se acabou.
Enquanto não muito longe dali, acontece um espetaculo, mais parecido com um show de horror; Respeitavel publico, falava o apresentador.
- Vejam este amor, copreensivo e sorridente, mal sabe ele que em um coração carente... ele se alojou.
E assim vamos vivendo; nascendo, crescendo e morrendo.
O amor se espalha nesse mundão, alguns protagonizando o real e outros apenas uma mera ilusão.
Que para essa ilusão, fosse bom mesmo ficar sem tempo.
Amor vagabundo, pura tristeza... perde-se o gosto do mel e o da sobremesa.
Um dia conheci um homem que conta histórias sobre um amor verdadeiro.
Aonde foi parar? Não sei, quem sabe um dia eu o veja novamente.
Ele dizia saber identificar o amor real.
Aquele com qual nunca se perdia tempo, aquele que era jogado ao vento.
E que dele se fazia uma tempestade com raios e trovões.
Valente e sortudo aquele que enfrentasse os temores da vida e em baixo desta chuva fosse se refugiar.
O amor tem milhões de formas, milhões de expressões.
Hora ilusão... hora real....
Já estou envelhecendo, dia após dia... a cada dia que passa...


Nos dias de hoje está muito comum a separação e etc, mas eu acho no MINIMO comico este tipo de atitude, pessoas se casam sem saber o porque e mesmo no fim de tudo ainda se perguntam:
- Porque eu casei com você. ?
Elas perdem anos e anos de suas tão curtas vidas, então se realmente quer casar, sonhar em ter filhos, estejam preparados para uma nova realidade, estejam preparados para o maior reality show de todos os tepos: A VIDA!





segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Paradoxo de um amor...


Fortaleza, 05 de Outubro de 2017

Olá, me chamo Demetri Belmonte.

Eu ainda não tenho nem um ano ou provavelmente estou perto de nascer.
Papai e mamãe me esperam ansiosos, ate parecem duas crianças.
Papai sempre fala comigo e mamãe apenas ri chamando ele de bobo e abestadinho.
Mamãe gosta de fazer carinho em mim, ela passa tempos e tempos alisando a barriga.
Anos atraz meu pai e a minha mãe diziam estar passando por um tempo ruim, bobagem.
Eles devem falar isso apenas para brincar comigo, eles são felizes demais para isso.
Papai deixa todos os dias mamãe zangada, ele não para de ligar perguntando como ela está.
Mamãe hoje parece estar muito feliz, diz ela que está fazendo 10 anos junto com o papai.
Tomou o seu banho como sempre faz, fez seu café da manhã e agora está lendo um livro.
Não entendo como ela consegue ler essas coisas, tem muitas letras e numeros.
Eu ainda não consigo ler, mas ela me disse que quando eu nascer vai me ensinar direitinho.
Campainha está tocando, vai atender mamãe!
Mamãe acaba de receber um buquê de flores, como os olhos dela expressão felicidade.
Opa, um cartão! Ali mamãe, no meio das flores, Pega!
Mamãe abre o cartão e lê para mim:
"É dificil ver a lua e não poder tocar, é mais dificil ainda ver a sua boca e não poder beijar"
Assinado: Cláudio Roberto, Seu querido e eterno marido
O que houve mamãe? Porque a senhora está chorando?
Foi o papai que mandou, não era pra senhora está assim.
Para mamãe... para por favor... não chora.
Ãh? Porque a senhora esta rindo enquanto chora mamãe?
A senhora sempre me disse que chorar não era algo bom, então porque sorri?
O coração da senhora está feliz, então porque chora?
As vezes eu realmente não entendo a senhora.
Mamãe, tem alguma coisa de errado, eu estou sendo puxado.
Mamãe, porque a cara de dor? O que está acontecendo?
Está ligando pro papai? Mas ele está trabalhando uma hora dessas...
- Ele vai nascer Beto, ele vai nascer!
Eu vou nascer mamãe? Agora? Mas eu ainda nem me arrumei!
Mamãe está com uma cara de dor terrivel, já faz alguns minutos que está assim.
A porta abriu, papai! deve ser ele mesmo! É, é ele! Pegou mamãe nos braços!
- Isso papai, mostra o quanto o senhor é forte! Quero ser assim quando crescer!
Papai chega num lugar estranho, as pessoas deitam a mamãe numa cama com rodas!
- Iupiiiii! Vamos brincar!
Estou sendo puxado, estou sendo puxado, mamãe! Socorro, socorro!
Alguem me pegou, é um moço com uma mascara branca, aonde eu estou?
Estou com fome, estou com frio, quero minha mãe!
Mamãe, eu posso ver a senhora, como a senhora é linda...
A senhora vai me abraçar agora? Mas eu estou todo sujo de sangue mamãe!
Como o abraço da senhora é quente e confortavel...
Papai também está aqui, estava olhando a senhora o tempo todo e eu nem vi.
Ele também usa uma mascara, estou com sono...
Meus olhos estão fechando, mas ainda consigo velos sorrir para mim...

Papai e mamãe superaram tudo e todos.
Obrigado por vocês terem feito tudo isso por mim.
Eu sou feito metade da mamãe e metade do papai.
Eu sou um todo felicidade, alegria e vida.
Eu sou um sonho realizado, eu sou um amor materializado.


sábado, 25 de setembro de 2010

Alguem!? Alguem!?


[tô com sono, termino amanhã]
Bom dia a todos, ontem eu tava com um sono enorme e resolvi terminar esse post hoje pela manhã.
Acordei feliz afinal eu baixei 10 episodios novos de One Piece que agora só da pra baixar se for em HQ[High Quality]... TENSO!
Agora vamos ao que interessa. :3

Que dia lindo, pena que estou indo.
Vou porque já não me interessa o pouco que tenho.
Mas vou com lembranças de nós dois.
Minha intimidade comigo mesmo já não é a mesma.
Já não sei como te tocar, já não sei como ser feliz.
Você está tão longe, tão distante.
Porque tinha que ser assim, porque dessa maneira...
Me tiraram o sorriso de criança.
Me tiraram o chão e você de minhas mãos.
Eu ainda lembro do teu sorriso...
Eu ainda lembro do afago de suas mãos...
Era como se um anjo tocasse minha alma.
Mas eu vou te ter de novo, eu preciso disso.
Eu estou indo querida, prometo voltar para você.
Sim, eu sei que vou... óh doce veneno.
De um dia eu lembro e dele não esquecerei.
Procurei Alguem... Sim, eu procurei.
Alguem que me tirasse o vazio do coração.
A essa pessoa o entreguei em suas mãos.
Um pobre coitado batendo no silêncio.
Entreguei a uma, duas, três...
Mas ninguem me tirou este vazio.
Alguem... Alguem...?
Ninguem, não tem mais ninguem.
Você realmente soube como fazer as coisas querida.
E você sempre teve medo de me perder.
Agora quem se perde sou eu, me perco do mundo...
Me livro da corrente e dos grilhões.
Não sinto meu corpo, afundo na escuridão.
Que bom, agora já posso lhe ver...
Me desculpa a demora.
Existe mais alguem... existe mais alguem...?
Não... Não... Não...

Enfim... terminei o post de hoje e só postarei amanhã, obrigado pela atenção, se você não entendeu... saiba que até pra mim ficou dificil de entender tudo que disse, procure um significado para você e faça você mesmo suas conclusões. ^^




Lost inside...


Boa noite a todos, sabado a noite... muita gente se arrumando pra sair, curtir as baladas e etc e eu aqui em casa.
Também nem gosto de festa, então pra mim é mesmo que nada. xD
Daqui a pouco eu vou jogar um DOTA e logo depois jogar WOW até bater o sono, amanhã não trabalho e me sinto MUITO bem com isso. :3
Devido a algumas coisas hoje creio que minhas palavras não vão relatar nada de especial, enfim... boa leitura! ^^

 Me sinto cada vez mais perdido...
Sei o que fez perder a mim mesmo.
Sei o que me roubou o gosto do beijo, o perfume da rosa.
Meu lindo sonho, o pôr do sol e o nascer da lua.
Dia chuvoso e noite sem estrelas para enfeitar o céu.
Que falta me faz ser teu bem querer...
Teu amado, teu amante, teu complice, teu principe encantado.
O encanto se desfez e o que um dia foi uma fantasia hoje nem mais sei.
Ainda me lembro do gosto do beijo, do gosto de teu corpo...
Do doce perfume da rosa perdida dentro de mim.
Que tudo isso seja apenas um pesadelo.
Que ao acordar eu ainda tenha o meu paraiso.
Belisca... Belisca... Belisca!
Não para! Não para! 
Não para... Acorda... Acorda...



 

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Boa tarde a todos.
Está uma tarde monotona e alguns clientes na lan house aonde eu trabalho fazem o favor de monopolizar a internet... então eu resolvi fazer um post brévio e tentar jogar DOTA pra ver se o tempo passa mais rapido.

Eu não pertenço a lugar algum, até mesmo você notou.
Diferente do parecido, mas tão singular a realidade.
Sou aquilo que você quer, mas também aquilo que menos deseja.
Sou felicidade, sou tristeza, sou vida e sou a morte.
De felicidade sou apenas para alegrar meu pobre coração.
Da tristeza retiro forças para afundar a felicidade.
Da vida eu retiro o aprendizado.
E da morte retiro as respostas que para mim sempre foram negadas.
E no final apenas descubro que de minha vida não aproveitei nada.


Sozinho a noite, não é dificil começar a pensar na vida.
Deitado em minha cama, ela me parece tão vazia...
Teu perfume ainda permanece em meus lençois.
Sentir seu cheiro me faz um mal, tão bom.
Igualmente ao vicio do cigarro, que vai a boca e alucina o cerebro.
Mas o teu perfume foi a todas as partes do meu corpo e alucinou a minha mente.
Seu sorriso, seu semblante... ainda não me sai da cabeça.
Te vejo em todo canto e em lugar algum.
Queria te ter perto de mim, queria poder te falar o que sinto.
Mas nesta noite eu já estou sozinho e creio que assim vou ficar.
Teu perfume não passa, tua falta também não...
Tudo em ti me lembra, tudo em ti me faz querer esquecer.
O quão bom eram as noites que ao amanhecer eu sabia que estaria com você.



 

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Inauguração. ! ^^

Bem, depois de muito tempo voltei a escrever e espero poder mostrar um pouco de meus versos, letras de musicas favoritas e o que eu julgar interessante.
O meu primeiro post vai ser dedicado a minha noiva Paula Vanessa, agradecimentos a Helena [Sogra-sama] que me mandou um pequeno relato que será mostrado aqui. ! ^^

        Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.
De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.
 
       Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente  perguntou em voz baixa: "Por quê?" 
Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouvi-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim  a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela. 
       Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa. 

       Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora. 

       No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.
 
       Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.

       Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possível. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus exames no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepara-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais. 

       Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis. 

       Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio”, disse Jane em tom de gozação. 
 
       Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.

       No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.

       No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.

       No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei. 

       Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias. 

       A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos. 

       Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mãe todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento. 

       Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo". 

       Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar". 

       Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe. 

       A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouvi-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar. 

       Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi:  "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe". 

       Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta. 
       Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.

       Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!

       Se você não dividir isso com alguém, nada vai te acontecer.

       Mas se escolher enviar para alguém, talvez salve um casamento. 
       Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir.

Bem, eu particularmente não leio aqueles e-mail's que me mandam com coisas tipo "Você não pode deixar de ler / Se você não ver, vai perder". Mas nesse dia eu apenas abri e vi essa história... talvez muitos achem que isso é um monte de besteiras, mas existem outros que vão entender perfeitamente.
Obrigado pela atenção! ^^